Costa percebe o "racional" de ter ficado isolado e retoma agenda pública após teste negativo

Ao final do décimo dia depois do contacto com a pessoa do seu gabinete que estava infetada, António Costa pôde realizar um teste e sair à rua para cumprir a agenda política, após o rastreio negativo.

O primeiro-ministro, António Costa, retomou esta segunda-feira a atividade presencial e a agenda pública após ter realizado um novo teste PCR determinado pelas autoridades de saúde, com resultado negativo, anunciou o seu gabinete.

"Após a realização de novo teste PCR determinado pelas autoridades de saúde e tendo o resultado do mesmo sido, novamente, negativo, as autoridades de saúde autorizaram o retomar da atividade presencial do primeiro-ministro e, como tal, da sua agenda pública", refere uma nota do gabinete de António Costa.

O chefe do Governo participa esta manhã em Loures na cerimónia de assinatura do protocolo de cooperação para o Metro Ligeiro de Superfície Loures/Odivelas e, às 15h30, faz o balanço da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia, no Centro Cultural de Belém.

O primeiro-ministro esteve desde quarta-feira passada a cumprir um período de confinamento profilático determinado pelas autoridades de saúde após ter estado em contacto com um membro do gabinete que testou positivo à Covid-19.

António Costa não teve sintomas e manteve a atividade à distância.

Costa percebe o "racional" de ter ficado isolado

O primeiro-ministro explicou que, apesar do inconveniente de ter estado em isolamento profilático, é compreensível que a proteção das vacinas não é absoluta. A proteção previsível vai até aos 97%, lembra.

Não respondendo à pergunta acerca da incompreensão manifestada por Marcelo Rebelo de Sousa, o primeiro-ministro exortou: "Se o assunto está mal explicado ajudem a explicar. Se nenhum de nós é técnico, temos de os seguir."

"Temos de seguir todas as instruções", alertou o governante, referindo que esta é uma "explicação que já foi dada a toda a gente".

Ao final do décimo dia depois do contacto com a pessoa do seu gabinete que estava infetada, António Costa pôde realizar um teste e sair à rua após o rastreio negativo.

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de