Helena Carreiras vai ser a primeira mulher no cargo de ministra da Defesa

Natural de Portalegre e licenciada em sociologia pelo ISCTE vai suceder nesta pasta a João Gomes Cravinho e será a terceira na hierarquia do executivo.

Helena Carreiras vai ser a primeira mulher a exercer o cargo de ministra da Defesa Nacional, segundo a lista do XXIII Governo Constitucional proposta por António Costa e aceite pelo Presidente da República.

A lista dos ministros do próximo Governo Constitucional foi divulgada esta quarta-feira através de uma nota no portal da Presidência da República na internet.

Helena Carreiras, natural de Portalegre e licenciada em sociologia pelo ISCTE desde julho de 2019, vai suceder nesta pasta a João Gomes Cravinho e será a terceira na hierarquia do executivo.

Em 2004 doutorou-se em ciências sociais e políticas no Instituto Universitário Europeu em Florença com uma tese sobre políticas de integração de género nas Forças Armadas dos países da NATO.?

Foi professora associada no Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) nas áreas da sociologia, políticas públicas, segurança e defesa e metodologia da pesquisa social, tendo também sido investigadora do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL).

Entre 2010 e 2012 foi subdiretora do IDN e entre 2016 e 2019 dirigiu a Escola de Sociologia e Políticas Públicas do ISCTE. Foi ainda subdiretora do CIES - Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (2015) e do IPPS - Instituto para as Políticas Públicas e Sociais (2018/2019).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de