Camionistas portugueses estão a ser impedidos de passar em Espanha

A greve dos camionistas de transportes de mercadorias espanhóis contra o aumento do preço dos combustíveis instalou piquetes em várias estradas do país vizinho.

A greve dos camionistas de transportes de mercadorias em Espanha está a bloquear estradas e a atingir os camionistas portugueses que se encontram a circular pelo País. Um dos camionistas afetados pela situação é o próprio presidente do Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM). Anacleto Rodrigues fez a viagem desde França e foi mandado parar por um piquete em Ciudad Real.

"Eles põem-se num ponto estratégico, pedem-nos para parar e fazer uma pausa em solidariedade", explica.

A polícia que se encontra no local já o abordou para saber se estava ali de livre e espontânea vontade ou se alguém o estaria a obrigar.

"As instruções que tenho por parte da empresa é para não pôr em causa a minha segurança, nem do veículo e da mercadoria, por isso se me mandam parar, é para parar", adianta.

O motorista salienta que, até chegar a Portugal, provavelmente vai encontrar mais dois piquetes de greve que o mandarão encostar. Anacleto Rodrigues transporta matéria-prima para a indústria farmacêutica e, apesar deste contratempo e da incerteza da situação, espera chegar amanhã a Portugal. Contudo, conta que há locais onde os piquetes de motoristas espanhóis não estão a deixar passar os camiões. Um motorista da mesma empresa para a qual trabalha e que se encontra perto da fronteira de Monfortinho está a passar por essa situação.

"Disseram-lhe para ficar parado no parque e se tentasse arrancar não se responsabilizavam pelo que lhe acontecesse". De acordo com Anacleto Rodrigues a própria polícia espanhola não garante a proteção desse motorista português.

"Quando há uma greve em Espanha já se sabe que este tipo de coisas acontece, desde pancadaria, pedradas nos vidros dos camiões, pneus furados, camiões incendiados", salienta o presidente do SIMM.

A greve dos motoristas de mercadorias em Espanha está a atrasar as cadeias de distribuição no país e também a afetar a circulação de camiões de outras nacionalidades.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de