Marcelo espera que Costa lhe dê "contornos concretos" do novo aeroporto de Lisboa

Chefe de Estado quer saber mais pormenores "jurídicos, políticos e técnicos" antes de se pronunciar sobre a escolha do Governo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, assinalou esta quarta-feira não ter condições para comentar o despacho sobre a decisão do novo aeroporto de Lisboa por ter estado em reuniões bilaterais ao longo da tarde, mas assinalou desde já esperar que o primeiro-ministro, António Costa, lhe transmita "contornos concretos" da decisão".

Presumindo que a iniciativa tenha "implicações ao nível do Presidente da República", em especial no que respeita a novas alterações ao decreto-lei de 2007, já alterado em 2010, Marcelo diz que vai esperar por um eventual diploma legal para intervir.

"Até lá, terei informação do senhor primeiro-ministro sobre os contornos concretos desta solução", sublinhou, reconhecendo que ainda não falou ainda com Costa porque a situação "foi ajustada agora".

Sem responder a questões sobre o timing do anúncio, o chefe de Estado mantém que ainda vai ler o despacho para saber se implicar alterar a lei e, portanto, uma promulgação do Presidente da República, ficando ainda à espera para conhecer os "contornos exatos" da solução "a dois tempos".

"Preciso de saber os pormenores jurídicos, políticos e técnicos da solução, vou esperar para me pronunciar", asseverou perante a insistências dos jornalistas em Belém.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de