António Costa já apresentou o elenco governativo a Marcelo Rebelo de Sousa
Novo Governo

Os 50 secretários de Estado um a um. Conheça ao pormenor quem integra o novo Governo

De Patrícia Gaspar, na Administração Interna, a Nuno Artur Silva, no Cinema, Audiovisual e Media, há várias surpresas na lista do novo Executivo. Conheça aqui todos os secretários de Estado do novo Governo.

O novo Governo de António Costa é o maior dos últimos 45 anos. O próximo Executivo conta com 19 ministros e 50 secretários de Estado: 70 membros, no total.

Primeiro-Ministro

Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares: Duarte Cordeiro

Duarte Cordeiro continua a ser um dos nomes escolhidos para apoiar o primeiro-ministro, António Costa. Assegura o cargo de secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, que já ocupava desde fevereiro de 2019.

Nascido em 1979, em Lisboa, é licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão e Pós-Graduado em Direção Empresarial pelo ISCTE, Instituto Universitário de Lisboa.

Foi vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa desde abril de 2015, com a tutela dos pelouros da Higiene Urbana, Espaço Público, Economia e Inovação, Smart Cities e Desporto, tendo desempenhado funções de Vereador na Câmara Municipal de Lisboa desde outubro de 2013.

Foi deputado à Assembleia da República, entre outubro de 2009 a outubro de 2013, integrando a Comissão de Economia e Finanças e o Grupo de Trabalho para a elaboração de uma Lei de Bases da Qualidade, Inovação, Competitividade e Empreendedorismo.

Desempenhou ainda funções de vice-presidente do Instituto Português da Juventude e de presidente do conselho de administração da Fundação de Divulgação das Tecnologias de Informação, em 2008.

Foi também secretário-geral da Juventude Socialista entre 2008 e 2010 e é Presidente da Federação da Área Urbana de Lisboa do Partido Socialista.

Secretário de Estado Adjunto do Primeiro-Ministro: Tiago Antunes

Também Tiago Antunes é reconduzido no cargo de secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, que já ocupava no último Governo.

Nascido em Lisboa, em 1978, Tiago Barreto Caldeira Antunes licenciou-se em 2001, e doutorou-se em 2015 em Direito, pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Ensina nessa Faculdade desde 2001, onde é Professor Auxiliar.

É também Investigador Principal no CIDP - Centro de Investigação de Direito Público. Foi advogado na sociedade PLMJ & Associados entre 2001 e 2005 e associate research fellow do CISDL - Centre for International Sustainable Development Law, entre 2011 e 2015. Foi ainda autor de diversas publicações científicas, em Portugal e no estrangeiro, em especial nas áreas do Direito do Ambiente, do Direito Administrativo e do Direito Constitucional.

Chegou ao Governo de António Costa já com experiência política nacional e europeia. Desempenhou funções como Assistente Parlamentar Acreditado no Parlamento Europeu entre 2016 e 2017. Foi Chefe do Gabinete do Secretário de Estado Adjunto do Primeiro-Ministro no segundo Governo de José Sócrates (2009-2011) e adjunto do Secretário de Estado Adjunto de José Sócrates (2005-2009).

Ministério de Estado, da Economia e da Transição Digital

Secretário de Estado Adjunto e da Economia: João Neves

João Jorge Arêde Correia Neves volta a receber as funções que desempenhou no último Governo.

Nascido em Ponte de Sor, em 1957, é licenciado em Economia, pelo Instituto Superior de Economia, e Mestre em Administração e Políticas Públicas, pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e Empresa (ISCTE).

Foi quadro técnico da Direção-Geral da Indústria, entre 1984 e 1995.

De 1995 a 1997, ocupa a posição de chefe do gabinete do secretário de Estado da Indústria e, seguidamente, do ministro da Economia, durante o Governo de António Guterres.

Foi também delegado nacional do Programa Inovação e PME"s do V Programa - Quadro de I&D da União Europeia (1997-2000), diretor de serviços da Direção-Geral da Indústria (1997-2000) e diretor de Serviços da Fundação para a Ciência e Tecnologia do Ministério da Ciência e Tecnologia (2000-2001). Em 2001, chega a diretor-geral da Indústria, cargo que ocuparia até 2003, quando assume a direção regional de Lisboa e Vale do Tejo do Ministério da Economia. Em 2004, torna-se diretor-geral da Empresa do Ministério da Economia.

Regressa depois à chefia de gabinetes, no Ministério da Economia e da Inovação, durante o primeiro Governo de José Sócrates.

Pertenceu ainda ao conselho diretivo do Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas (2007-2010) e foi administrador da empresa Empresa Laboratórios BIAL (2010-2018).

Secretária de Estado do Turismo: Rita Marques

Uma nova aquisição na pasta do Turismo. Rita Baptista Marques vai ocupar o cargo que pertencia a Ana Mendes Godinho (que agora vai assegurar as funções de Ministra do Trabalho).

Nascida no Porto, em 1975, é licenciada e mestre em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Tem também um MBA (2007) pela University of Southern California, além de diversos programas de alta direção para executivos em Liderança pelos Instituto de Empresa (2018), London Business School (2017), e University of Texas at Austin (2016).

Foi diretora executiva da Porto Business School para área de MBAs e Pós-Graduações (2016-2018), coordenadora da Unidade de Projetos da Universidade do Porto (2008-2016), e Gestora do Mercado Ásia-Pacífico e dos setores de Tecnologias e de Turismo na Agência Portuguesa para o Investimento (2003-2006). Foi ainda consultora sénior na Microsoft Corporation (2006-2007), nos EUA, e especialista na ANACOM (2001-2003).

Tem desenvolvido diversos trabalhos de consultoria com entidades públicas e privadas na área da Inovação, Financiamento Público, Internacionalização e Investimento Direto Estrangeiro.

Atualmente, é presidente da Portugal Capital Ventures, uma capital de risco que investe em startups com ambição global, e presidente do Conselho Fiscal da Fundação da Juventude.

Secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor: João Torres

João Torres junta, neste Executivo, as pastas do Comércio e dos Serviços à pasta da Defesa do Consumidor, que já lhe pertencia.

Nascido no concelho da Maia, em 1986, João Veloso da Silva Torres Nascido é mestre em Engenharia Civil, pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Entre 2012 e 2016, foi secretário-geral da Juventude Socialista.

Em 2015, torna-se deputado na Assembleia da República, ocupando a posição de vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS até 2018. Durante este período foi membro efetivo da Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação, da Comissão de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto e da Comissão Eventual para o Reforço da Transparência no Exercício de Funções Públicas.

Secretário de Estado para a Transição Digital: André de Aragão Azevedo

É uma nova pasta, criada à medida para o novo Governo. André de Aragão Azevedo vai ser o primeiro secretário de Estado para a Transição Digital.

Nascido em Lisboa, em 1972, é licenciado em Direito pela Universidade Clássica de Lisboa.

Entre 1995 e 2005, trabalhou como advogado e assessor jurídico, em Macau.

De 2005 a 2008, foi assessor parlamentar das Comissões de Assuntos Constitucionais, Negócios Estrangeiros e de Ética da Assembleia da República e, de 2008 a 2011, chefe do gabinete do secretário de Estado Adjunto e da Saúde, no Governo de José Sócrates.

Em 2012 ingressa na Microsoft Portugal, da qual se torna diretor Executivo de Tecnologia em 2017.

Ministério de Estado e dos Negócios Estrangeiros

Secretária de Estado dos Assuntos Europeus: Ana Paula Zacarias

Ana Paula Zacarias é reconduzida na mesma pasta.

Nascida em Lisboa, em 1959, licenciou-se em Antropologia Cultural pela Universidade Nova de Lisboa (UNL), sendo posteriormente assistente na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL.

É diplomata do Ministério dos Negócios Estrangeiros desde 1983. Desempenhou funções no Serviço Europeu de Ação Externa como embaixadora da União Europeia para a Colômbia e Equador entre 2015 e 2017, e como embaixadora da União Europeia para o Brasil, entre 2011 e 2015.

Em Portugal, foi vice-presidente do Instituto Camões, consultora para as Relações Internacionais na Presidência da República, diretora dos Serviços de Informação e Imprensa do MNE, representante do MNE no Pavilhão de Portugal e das Comunidades Portuguesas durante a Expo 98, secretária de embaixada nos Serviços do Protocolo do Estado e na Direção de Serviços da Europa.

No estrangeiro, foi representante adjunta na Representação Permanente de Portugal junto da União Europeia, embaixadora de Portugal na Estónia, representante permanente adjunta na delegação de Portugal junto da UNESCO em Paris, representante de Portugal junto da União Latina, Cônsul de Portugal em Curitiba e secretária de embaixada na embaixada de Portugal em Washington.

Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação: Teresa Ribeiro

Mais um nome que se mantém, com a mesma pasta, no Ministério dos Negócios Estrangeiros,

Teresa Ribeiro nasceu em Moçambique, em 1954. É licenciada em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, tem certificado da Universidade de Harvard, J.F.Kennedy School, e curso de Auditora de Defesa Nacional.

Foi presidente do Observatório de Comunicação (Obsercom), entre 1998 e 2000, presidente do Comité Diretor dos Mass Media, do Conselho da Europa, entre 1999 e 2000, presidente do Instituto de Comunicação Social (ICS), entre 2000 e 2008, e secretária-geral adjunta da União para o Mediterrâneo, entre 2013 e 2015.

Foi também administradora da Agência Portuguesa para o Investimento e Comércio Externo (AICEP), e copresidente do Comité de Comércio Externo e Investimento do Mediterrâneo, na Assembleia Parlamentar do Mediterrâneo, em 2010 e 2011,

Durante o Governo de José Sócrates, assumiu o cargo de secretária de Estado dos Assuntos Europeus, de 2008 a 2009.

Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas: Berta Nunes

Berta Ferreira Milheiro Nunes

É outro dos novos nomes do Executivo: Berta Ferreira Milheiro Nunes. A socialista era, até ao momento, presidente da Câmara de Alfândega da Fé.

É licenciada em Medicina e Cirurgia pela Faculdade de Medicina do Porto - tendo recebido o prémio Engenheiro António de Almeida, por ser a melhor classificada a nível nacional no ano de 1980, em Medicina - e doutorada em Medicina Comunitária, pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel SalazarI (ICBAS).

Foi colaboradora da Faculdade de Medicina do Porto, Departamento de Clínica Geral, até 2005 e professora auxiliar do Polo da UTAD de Miranda do Douro desde 2003.

Trabalhou no Centro de Saúde de Alfândega da Fé desde 1985 até 2005 (do qual foi diretora entre 1996 e 2002). Pertenceu à Wonca Rural, um grupo de médicos rurais a nível mundial que estuda e investiga as especificidades dos problemas de saúde nas zonas rurais, e à direção da Euripa, uma associação europeia de médicos rurais.

Entre 2005 e 2009, foi coordenadora da Sub-Região de Saúde de Bragança e diretora executiva do ACES Nordeste em 2009 até à eleição como Presidente de Câmara em 2009.

Foi presidente da Assembleia Municipal de Alfândega da Fé, de 1989 a 2001, e presidente da Câmara Municipal de Alfândega da Fé, de 2009 a 2019, altura em que suspendeu funções para se candidatar à Assembleia da República.

Foi condecorada com a comenda da ordem do mérito pelo Presidente da República Jorge Sampaio, em 2003, e recebeu a medalha de mérito da Ordem dos Médicos, em 2014.

Secretário de Estado da Internacionalização: Eurico Brilhante Dias

Eurico Brilhante Dias é reconduzido na pasta daInternacionalização.

Nascido em 1972, em Lisboa, é licenciado em Gestão de Empresas pelo ISLA Lisboa (atual Universidade Europeia de Lisboa), mestre e doutorado e Ciências Empresariais pelo ISCTE-IUL.

É professor auxiliar na ISCTE Business School (desde 2000); foi professor na Universidade Europeia, ao abrigo de protocolo com o ISCTE-IUL (2013-2017); professor do Instituto Politécnico de Setúbal, na Escola Superior de Ciências Empresariais, ao abrigo de protocolo com o ISCTE-IUL (2013); e assistente estagiário, assistente e professor auxiliar no ISLA Lisboa (Universidade Europeia) - (1995-2000 e em 2009-2011).

Investigador Associado da Business Research Unit - ISCTE (desde 2000); Perito Externo da Executive Agency for Small and Medium Enterprises, Comissão Europeia (ao abrigo do Programa COSME - Horizonte 2020 - 2017); Investigador Associado da Business Research Unit - ISCTE (desde 2000); Membro do Conselho Geral do ISCTE -IUL (2013-2017); Diretor da Licenciatura de Gestão do ISCTE-IUL (2014-2016) e Membro do Centros de Estudos INOUT Global ISCTE (2001-2006).

Foi deputado à Assembleia da República na XIII Legislatura, vice-presidente da Comissão dos Assuntos Europeus e membro da Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa.

Foi membro executivo do Conselho de Administração da AICEP (2010-2011); membro executivo do Conselho de Administração da AICEP Global Parque (2007-2010); membro do Conselho de Administração da ADRAL (2007-2008); membro da Comissão de Peritos para o Desenvolvimento do Programa Portugal Logístico (2006); consultor de empresas na Logistema e Diretor da Unidade Logisformação (1999-2001).

Ministério de Estado e da Presidência

Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros: André Moz Caldas

André Moz Caldas é um dos novos rostos do Governo.

Nasceu em Lisboa em 1982, e é licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, onde também obteve o grau de mestre em História do Direito (Direito Romano). Encontra-se, atualmente, a desenvolver a dissertação de doutoramento em Direito Romano na mesma Faculdade.

É, igualmente, licenciado em Medicina Dentária pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa, onde também concluiu o ciclo de estudos conducente ao grau de mestre. Médico dentista e advogado (com as inscrições suspensas voluntariamente nas respetivas ordens profissionais devido ao exercício de funções públicas), é atualmente Assistente Convidado da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (desde 2012).

Exerceu, entre outras, as funções de Presidente do Conselho de Administração do OPART - Organismo de Produção Artística, E. P. E. (2019), Chefe do Gabinete do Ministro das Finanças do XXI Governo Constitucional (2015-2019), Presidente da Junta de Freguesia de Alvalade (2013-2018) e membro do Conselho Geral da Universidade de Lisboa (2008-2012).

É autor de diversas publicações.

Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade: Rosa Monteiro

Rosa Monteiro é reconduzida no cargo de secretária de Estado.

Nasceu em Coimbra em 1972 e licenciou-se em sociologia na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e fez mestrado em Famílias e Sistemas Sociais no Instituto Miguel Torga, de Coimbra.

Doutorou-se em 2011 em Sociologia do Estado, Direito e Administração, na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, com uma dissertação intitulada "Feminismo de Estado em Portugal: mecanismos, estratégias, políticas e metamorfoses".

É investigadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, no Núcleo de Políticas Sociais, Trabalho e Desigualdades, foi docente no Instituto Superior Miguel Torga, em Coimbra e é professora auxiliar na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra.

É perita em Igualdade de Género e estudos sobre as mulheres, reconhecida pelo Instituto Europeu para a Igualdade de Género.
Foi vice-presidente da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres entre 2012 e 2015.

Integrou as equipas de investigação que avaliaram políticas públicas no domínio da igualdade, designadamente, o II e o III Planos Nacionais para a Igualdade, e a integração da perspetiva da Igualdade de Género nos Fundos Estruturais no anterior quadro comunitário (QREN 2007-2013). Tem desenvolvido projetos de investigação e de investigação ação no domínio das políticas locais de igualdade, dos mecanismos oficiais para a igualdade, e das migrações.

Foi vereadora na Câmara Municipal de Viseu entre 2013-2017, e técnica especialista para a área da igualdade de género e cidadania no Gabinete do Ministro Adjunto desde 2015 até outubro de 2017.

Exerceu no XXI Governo Constitucional as funções de Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, entre outubro de 2017 e outubro de 2019.

Secretária de Estado para a Integração e as Migrações: Cláudia Pereira

Cláudia Pereira vai ocupar a nova secretaria de estado, direcionada para a Integração e as Migrações.

Nasceu em 1978, na Alemanha, e viveu na Amoreira de Óbidos até aos 18 anos. Atualmente vive em Lisboa.

Licenciada e doutorada em antropologia pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa - Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), fez na mesma universidade o pós-doutoramento em sociologia.

Investigadora e professora auxiliar convidada no ISCTE-IUL, tem estado integrada no Centro de Investigação e Estudos de Sociologia. Foi coordenadora executiva do Observatório da Emigração de 2017 a 2019. O Observatório da Emigração, entre outras atividades, tem sido responsável pelo Relatório Estatístico da Emigração Portuguesa, produzido anualmente para o Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Investigou sobre a crise financeira e a emigração portuguesa qualificada para Londres, em particular, dos enfermeiros. Publicou o livro Vidas Partidas. Enfermeiros Portugueses no Estrangeiro. Já anteriormente tinha feito pesquisa qualitativa e etnográfica em Goa, na Índia, sobre castas e tribos católicas e hindus.
Coordenou um projeto sobre imigração nepalesa na agricultura em Portugal e exploração laboral no centro de empreendedorismo AudaxIUL, financiado pelo Alto-Comissariado para as Migrações.

Foi diretora da Pós-Graduação em Ação Humanitária no ISCTE-IUL, e representante do CIES-IUL na IMISCOE, rede de excelência de investigadores de migrações. Co-coordenou a Rede Migra, uma rede internacional de investigadores e responsáveis por políticas públicas de migrações.

Tem colaborado como especialista de migrações em projetos de capacitação de governos de países de fora da Europa, financiados pela Comissão Europeia (CE). É avaliadora de projetos europeus, financiados pela CE, sobre migrações. Entre outras publicações, co-organizou o livro New and Old Routes of Portuguese Emigration. Uncertain Futures at the Periphery of Europe.

Nos projetos de migrações tem dado prioridade à comunicação de ciência para os meios de comunicação social e sociedade civil e à colaboração com organismos governamentais e nãogovernamentais.

Ministério de Estado e das Finanças

Secretário de Estado Adjunto e das Finanças: Ricardo Mourinho Félix

Ricardo Mourinho Félix é reconduzido na equipa de Mário Centeno.

Nasceu em Setúbal em 1974, e é Mestre em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa e licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão, da Universidade Técnica de Lisboa.

Secretário de Estado Adjunto e das Finanças do XXI Governo Constitucional, entre 2017 e 2019. Entre 2015 e 2017, foi Secretário de Estado Adjunto, do Tesouro e das Finanças.

Foi eleito deputado à Assembleia da República pelo Círculo Eleitoral de Setúbal em 2015 e 2019.

Era desde 2013 coordenador da área de Conjuntura e Previsão no Departamento de Estudos Económicos do Banco de Portugal. Entre 2004 e 2013, assumiu a coordenação do Grupo de Previsão da Economia Portuguesa na mesma instituição.

Publicou em revistas internacionais de economia como o Journal of Macroeconomics, o International Journal of Central Banking, e a revista Macreconomic Dynamics e foi Professor Auxiliar convidado da Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa entre 2001 e 2006.

Foi Adjunto do Gabinete do Secretário de Estado do Orçamento do XIV Governo Constitucional, entre 2000 e 2001.

Secretário de Estado do Orçamento: João Leão

E como em equipa que ganha não se mexe, João Leão "renova" com a Secretaria de Estado do Orçamento.

Nasceu em Lisboa em 1974, e é doutorado em Economia pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), EUA. Licenciado em Economia e Mestre em Economia pela Universidade Nova de Lisboa.
É professor de Economia no ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa desde 2008 e foi Secretário de Estado do Orçamento entre 2015 e 2019 no XXI Governo da Republica.

Foi Diretor do Gabinete de Estudos do Ministério da Economia entre 2010 e 2014 e assessor do Secretário de Estado Adjunto da Indústria e do Desenvolvimento entre 2009 e 2010.

Desempenhou as funções de presidente da Comissão Científica do Departamento de Economia do ISCTE entre 2009 e 2010 e de diretor do Doutoramento em Economia (2011-2012). É investigador da Business Research Unit do mesmo instituto.

Foi membro do Conselho Económico e Social entre 2010 e 2014 e do Conselho Superior de Estatística entre 2010 e 2014. Integrou a delegação portuguesa no Comité de Política Económica da OCDE em 2010 e 2012 e integrou grupos de trabalho no âmbito da OCDE.​​​​​

Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais: António Mendonça Mendes

António Mendonça Mendes continua com a Secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais.

Nasceu em Coimbra, em 1976, e licenciou-se em Direito pela Universidade de Coimbra, menção jurídico-económicas, em 1999.

Foi assessor do Secretário de Estado da Justiça do Governo de Portugal (1999-2002), Chefe do Gabinete da Secretária de Estado dos Transportes do Governo de Portugal (2005-2008) e Chefe do Gabinete da Ministra da Saúde (2009-2011).

Advogado na Gonçalves Pereira, Rato, Ling, Vong & Cunha, na Região Administrativa Especial de Macau (2003-2005) e do grupo empresarial Geocapital (2008-2009) e diretor na Refer - Rede Ferroviária Nacional, EPE, com responsabilidades nas áreas de Capital Humano, Assuntos Jurídicos e Organização (2011-2013).

Entre 2014 e 2017, foi advogado e sócio da André, Miranda e Associados - Sociedade de Advogados, em Lisboa.

Desempenhou ainda os cargos de Presidente da Comissão de Conciliação do Contrato de Exploração Ferroviária do Eixo Norte-Sul (2009) e de Membro designado pela Assembleia da República no Conselho Superior de Julgados de Paz (desde 2015).

Desempenha as funções de Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais desde 2017.

Secretário de Estado do Tesouro: Álvaro Novo

Álvaro Novo assumiu a pasta do Tesouro em fevereiro de 2017 e continua na nova legislatura.

Nasceu em Estarreja, em 1972 e é doutorado em Economia na University of Illinois, Urbana-Champaign, EUA, onde esteve de 1997 a 2001. Mestre em Estística Aplicada na University of Illinois, Urbana-Champaign, E.U.A. e em Economia na Southern Illinois University, Carbondale, E.U.A.

Licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, no ano de 1995.

É Técnico-Consultor do Banco de Portugal, desde 2001, e Professor Associado-Convidado do ISEG, Universidade de Lisboa e do IMS, Universidade Nova.

Foi presidente do Grupo de Trabalho das Estatísticas do Mercado de Trabalho, no Conselho Superior de Estatística, 2008-2012.

Na sua área de interesse de investigação - Economia do Trabalho - é autor e coautor de inúmeras publicações científicas, livros e capítulos de livros.

Desempenhou funções de Economista-Chefe do gabinete do Ministro das Finanças, Mário Centeno, entre dezembro de 2015 e fevereiro de 2017.

Ministério da Defesa Nacional

Secretário de Estado Adjunto da Defesa Nacional: Jorge Seguro Sanches

Foi afastado no ano passado da secretaria de Estado da Energia, mas volta agora para o próximo governo.

O secretário de estado conta com três pós graduações: Pós-graduado em Direito da Água pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (2012); Pós-graduado em Direito da Energia pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (2007); conclusão da parte escolar do Mestrado em Relações Internacionais da Universidade Lusíada - Pós-graduação em Relações Internacionais (2003). É licenciado em Direito (ramo ciências jurídicas) pela Universidade Lusíada de Lisboa (1990).

Inspetor-Geral da Defesa Nacional desde junho de 2019, na sequência do procedimento concursal n.º 910_da CReSAP e Secretário de Estado da Energia do XXI Governo Constitucional de novembro de 2015 a outubro de 2018. Foi presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano, SA de abril a novembro de 2015.

Integra desde 17 de março de 1992 a carreira de inspeção tendo iniciado funções na Inspeção-geral das Obras Públicas, Transportes e Comunicações. É inspetor na Inspeção-geral das Atividades em Saúde desde 1 de setembro de 2013, e foi deputado na Assembleia da República em períodos distintos das X, XI e XII legislaturas.
De 2005 a 2006, foi diretor de «Legal & Corporate Affairs» na multinacional Microsoft.

Em 1999 e posteriormente em 2002 e 2003, exerceu as funções de vogal da Direção do Instituto para a Gestão das Lojas do Cidadão (IGLC), com a responsabilidade das áreas jurídicas e de recursos humanos.

De outubro de 1995 até abril de 1999 e de outubro de 1999 abril de 2002 desempenhou funções de chefe de gabinete do Secretário de Estado da Juventude, do Secretário de Estado Adjunto do Primeiro-Ministro, do Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares e do Ministro Adjunto do Primeiro-Ministro.

Frequentou o Curso Geral de Oficiais Milicianos na Escola Prática de Cavalaria (1988) e exerceu funções na Secção de Justiça do Batalhão do Serviço Geral do Exército (1989) e de assessoria jurídica na 1a Repartição do QG/RML (1989).

De outubro de 2009 a dezembro de 2014, foi presidente da Assembleia Municipal de Penamacor. É membro da Comissão Política Nacional do Partido Socialista, tendo desempenhado outras funções, designadamente de chair "of the network of PES energy ministers".

Secretária de Estado de Recursos Humanos e Antigos Combatentes: Catarina Sarmento Castro

Catarina Sarmento e Castro é um dos novos rostos do Governo.

Nasceu em Coimbra, em 1970 e é doutorada, Mestre e Licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.

Docente da Faculdade de Direito de Coimbra desde 1994, sendo, atualmente, Professora Auxiliar. Tem exercido, ao longo dos anos, atividade de docência nas licenciaturas, pós-graduações, mestrados e doutoramentos organizados na sua e noutras universidades, nas áreas de Direito constitucional, Direito administrativo e Direito administrativo da polícia, Direito das novas tecnologias, incluindo Administração eletrónica, e proteção de dados pessoais.

Foi membro do Conselho Consultivo da Procuradoria Geral da República e desempenhou funções de juíza do Tribunal Constitucional.

Foi membro do Conselho Superior dos Tribunais Administrativos e Fiscais e vogal da Comissão Nacional de Proteção de Dados.

Tem livros, capítulos de livros e artigos de revista publicados em áreas diversas do Direito, nomeadamente: Direito eletrónico, Direito da proteção de dados e privacidade, Direito constitucional e dos direitos fundamentais, Direito administrativo geral, Direito administrativo da polícia, Justiça administrativa e fiscal, Direito da escola e Direito das autarquias locais.

Nessas mesmas áreas, participou como oradora em conferências e seminários em Portugal e no estrangeiro.

Ministério da Administração Interna

Secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna: Antero Luís

Antero Luís assegura a pasta de Secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna.

Nasceu em 1960, em Vinhais, e licenciou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa (1979-1984). Frequentou o IV Curso de Formação de Estudos Judiciários (1985-1987).

Mestrando em Direito Criminal na Universidade Católica Portuguesa, Faculdade de Direito do Porto, e professor convidado do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, no Curso de Pós-graduação em Informações e Segurança, lecionando o módulo de Informações de Segurança e Contrainformação.

Entre 1984 e 1985 esteve representante do Ministério Público na comarca de Alfândega da Fé. Exerceu, de 1987 a 1993, sucessivamente as funções em várias comarcas do País (Bragança, Macedo de Cavaleiros, Marco de Canaveses e Vila Nova de Gaia). Entre 1995 e 1999 exerceu as funções de secretário-geral da Associação Sindical dos Juízes Portugueses.

Foi juiz presidente do círculo judicial de Faro, da 3ª Vara Criminal de Lisboa, do 2º Juízo do Tribunal de Família do Porto e da 1ª Vara Criminal do Porto nesta em acumulação com juiz do Tribunal de Execução de Penas do Porto. Entre julho de 2000 e setembro de 2001 foi diretor-adjunto do Judicial Affairs UNTAET e membro do 1º Governo de Transição de Timor-Leste.

Entre setembro de 2001 e outubro de 2002 foi juiz internacional na UNTAET/UNMISET para julgamento dos crimes graves ocorridos em Timor-Leste durante a ocupação Indonésia. Desempenhou funções como assessor do Ministro da Justiça e Presidente do Supremo Tribunal de Justiça de São Tomé e Príncipe.

Entre 2004 e 2005 foi membro e porta-voz do Conselho Superior da Magistratura. Em 2005 foi nomeado juiz desembargador auxiliar do Tribunal da Relação do Porto, e até 2011 foi Diretor do Serviço de Informações de Segurança.

A 31 de agosto de 2009 foi promovido a Juiz Desembargador do Tribunal da Relação do Porto. Entre 2011 e 2014 foi Secretário-geral do Sistema de Segurança Interna. Desde 1 de setembro de 2014 é Juiz Desembargador do Tribunal da Relação de Lisboa.

Secretária de Estado da Administração Interna: Patrícia Gaspar

Patricia Gaspar é licenciada em Relações Internacionais pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, tem 46 anos e vive no Barreiro. Em criança, queria ser bailarina, cresceu com um pai militar, mas, como quando entrou para a universidade, ainda não eram admitidas mulheres nas Forças Armadas nem nas Forças Policiais, nunca tinha equacionado uma carreira na área.

LER MAIS

Ministério da Justiça

Secretário de Estado Adjunto e da Justiça: Mário Belo Morgado

Mário Belo Morgado é o novo Secretário de Estado Adjunto e da Justiça. Nasceu em Lisboa em 1956.

É licenciado em Direito, pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Na primeira instância, exerceu em vários tribunais, designadamente como Juiz de Círculo, em Cascais, Almada e Vila Franca de Xira. Foi nomeado Juiz Desembargador em 1998, exerceu funções nas Relações de Lisboa e de Coimbra.

Tomou posse em 2013 como Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça, tendo exercido funções na jurisdição criminal e na jurisdição laboral.

No âmbito do Conselho Superior da Magistratura, foi Inspetor Judicial entre 2006 a 2013. Exerceu as funções de Vice-Presidente do Conselho Superior da Magistratura de 2016 a 2019.

Foi Diretor-geral dos Serviços Judiciários entre 1991 e 1995 e o primeiro civil a comandar a PSP: foi Diretor-Nacional da Polícia de Segurança Pública entre agosto de 2002 e julho de 2004.

Pela forma como exerceu estes cargos, foi louvado em 1995 pelo Ministro da Justiça e condecorado em 2004 pelo Ministro da Administração Interna, com a Medalha de Ouro de Serviços Distintos de Segurança Interna.

Participou em várias ações de formação, conferências, colóquios e reuniões, nacionais e internacionais, nomeadamente em representação de Portugal.

Secretária de Estado da Justiça: Anabela Pedroso

Anabela Pedroso é reconduzida na pasta da Secretária de Estado da Justiça.

Iniciou a sua atividade profissional na Administração Pública em 1977.

Entre outros cargos, foi Adjunta do Secretário de Estado da Administração Pública (2009-2010) e presidente da Agência para a Modernização Administrativa (2007-2009).

De 2003 a 2006 foi coordenadora na Equipa de Missão e depois Vogal do Conselho Diretivo da UMIC - Agência para a Sociedade do Conhecimento e Secretária-Geral Adjunta do Ministério das Finanças.

Na componente de inovação no sector público, liderou projetos de grande interesse público, como as Lojas do Cidadão de 1ª geração (componente tecnológica), PAC - Postos de Atendimento ao Cidadão (introduziu o conceito de one-stop-shop em 2000), Portal do Cidadão, Portal da Empresa, Criação de Empresa online, Lojas do Cidadão de 2ª Geração (balcão multisserviços, balcão Perdi-a-Carteira, balcão Sénior), Cartão de Cidadão e Plataforma de Interoperabilidade da Administração Pública, tendo sido responsável pela elaboração do Plano de Ação para o Governo Eletrónico em Portugal (2003).

Foi perita internacional convidada da OCDE/SIGMA para as áreas de Modernização Administrativa e Inovação (2006-2010).

Formadora no Instituto Nacional de Administração - INA (1982-2011), professora convidada em mestrados (INDEG-ISCTE, 2005-2011) e membro do Conselho Consultivo do Master for Public Administration (MPA) da Universidade de Aveiro (2010-2013).

Manteve ao longo da sua vida um interesse e apoio associativo, exercendo funções de membro e presidente de associações que fomentam a reinserção de cidadãos na sociedade, através da inclusão e empregabilidade, nomeadamente como presidente da Associação Cais.

Em 2009, recebeu o Prémio Best Leader Award, na categoria Administração Pública.

Ministério da Modernização do Estado e da Administração Pública

Secretária de Estado da Inovação e da Modernização Administrativa: Maria de Fátima de Jesus Fonseca

Maria de Fátima de Jesus Fonseca foi Secretária de Estado da Administração e do Emprego Público no XXI Governo Constitucional, e assume agora a Secretaria de Estado da Inovação e da Modernização Administrativa.

É Mestre em Administração e Políticas Públicas pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa e licenciada em Direito pela Universidade de Lisboa, encontra-se a elaborar a tese de doutoramento em políticas públicas.

Foi, de 2011 a 2017, Diretora Municipal de Recursos Humanos na Câmara Municipal de Lisboa.

Anteriormente, exerceu funções de Diretora Municipal de Serviços Centrais na mesma instituição, foi responsável pela área da modernização administrativa, Diretora do Gabinete de Modernização Municipal da Câmara Municipal de Amadora e Diretora da Unidade de Desenvolvimento de Modelos e Inovação Organizacional do Instituto para a Inovação na Administração do Estado.

Foi ainda advogada, consultora, formadora e participou no Programa de Reestruturação da Administração Central do Estado.

É autora de diversos artigos, manuais e capítulos de livros nas suas áreas de especialidade.

Co-autora dos livros «Administração Pública: modernização, qualidade e inovação» e «Governação, Inovação e Tecnologias: o Estado Rede e a Administração Pública do Futuro».

Foi este ano nomeada Embaixadora do Objetivo Trabalho Digno, da Aliança para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável - UN Global Compact Network (Portugal).

Secretário de Estado da Administração Pública: José Couto

José Couto assume uma secretaria de Estado, depois de ser chefe de gabinete no governo anterior.

É licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Pós-Graduado em Direito e Prática da Contratação Pública, pela Faculdade de Direito de Lisboa da Universidade Católica Portuguesa, em Ciência da Legislação e Legística pelo Instituto de Ciências Jurídico-Políticas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e especializado em Direito Administrativo, pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Desempenhou as funções de Chefe de Gabinete da Secretária de Estado Adjunta e da Educação do XXI Governo Constitucional.

É Jurista no Gabinete Técnico da Presidência do Governo Regional dos Açores e foi Adjunto nos Gabinetes da Secretária Regional Adjunta da Presidência para os Assuntos Parlamentares do XI Governo Regional dos Açores; da Secretária Regional da Solidariedade Social do XI Governo Regional dos Açores e do Secretário Regional da Presidência do X Governo Regional dos Açores.

Foi ainda Advogado associado na Borges da Ponte, Linhares Dias e Associados, Sociedade de Advogados RL e Vice-presidente do Conselho Regional dos Açores da ANJAP - Associação Nacional dos Jovens Advogados Portugueses.

Secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local: Jorge Botelho

Jorge Botelho assume a Secretaria de Estado da Descentralização e da Administração Local.

É licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e pós-graduado em Gestão Empresarial pela Universidade do Algarve. Foi inspetor de Segurança Social.

Presidente da Câmara Municipal de Tavira entre 2009 e outubro de 2019 e presidente da Associação de Municípios do Algarve / Comunidade Intermunicipal do Algarve desde 2013.

Entre 1996 e 2000 exerceu as funções de Vogal do Conselho Diretivo do Centro Regional de Segurança Social do Algarve, e foi Diretor Distrital de Segurança Social de Faro nos períodos de 2001 a 2002 e Maio de 2005 a Outubro de 2009.

Foi membro da Assembleia Municipal de Tavira no período compreendido entre 1997 e 2009 e da Assembleia Intermunicipal do Algarve.

Ministério do Planeamento

Secretário de Estado do Planeamento: José Gomes Mendes

José Mendes foi Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente e Secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, em diferentes momentos do XXI Governo Constitucional. Assume agora a Secretaria de Estado do Planeamento.

Nasceu em Braga em 1962, e é Licenciado em Engenharia Civil, Doutorado e Agregado em Planeamento do Território pela Universidade do Minho. É professor catedrático de Sistemas Regionais e Urbanos na Universidade do Minho, onde ocupou entre 2009 e 2015 o cargo de Vice-Reitor para a Valorização do Conhecimento.

Como investigador, desenvolveu atividades na década de 90 na Clark University e na South Dakota State University, nos EUA. Fundou a plataforma UM-Cidades e era até 2015 Presidente do Conselho de Administração da AvePark, Parque de Ciência e Tecnologia S.A, e Presidente da Direção da Associação Universidade-Empresa TecMinho. Integrou o Conselho de Fundadores da Fundação de Serralves.

Desempenhou funções como consultor e avaliador na Comissão Europeia, EACEA, ETF e NERC. Foi o representante nacional no European Council of Civil Engineers (2010-2014) e Coordenador do Colégio de Engenharia Civil - Norte (2010-13).
Entre 2014 e 2015 presidiu à Assembleia Geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

É autor de dezenas de estudos e projetos na área dos sistemas urbanos e regionais.

Ministério da Cultura

Secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural: Ângela Carvalho Ferreira

Ângela Ferreira foi Secretária de Estado da Cultura no XXI Governo Constitucional, e assume agora a Secretaria de Estado Adjunta e do Património Cultural.

Nasceu em Lisboa, em 1975, e é licenciada em Arquitetura de Gestão Urbanística pela Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa. Concluiu em 2004 uma pós-graduação em Direito das Autarquias Locais pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Iniciou a sua atividade profissional em 1999 na Câmara Municipal de Lisboa, onde trabalhou na área da informação urbana e Planeamento municipal até ao ano de 2002. Paralelamente, desde 2003, integrou e coordenou várias equipas técnicas de elaboração de planos municipais de ordenamento do território.

Ingressou no Departamento de Planeamento e Gestão Urbanística da Câmara Municipal de Loures, em 2002, onde até dezembro de 2013 exerceu funções de Assessoria técnica do Diretor do Departamento de Gestão Urbanística, Assessoria técnica do Vereador do Urbanismo, Diretora de Projeto do Plano Diretor Municipal e Chefe da Divisão de Planeamento Municipal, Ordenamento do Território e Reabilitação Urbana.

Em 2007 exerceu funções como Adjunta do Subsecretário de Estado da Administração Interna.

Integrou em janeiro de 2014 o Gabinete da Vereadora da Educação da Câmara Municipal de Lisboa. Em abril de 2014 foi nomeada como Chefe de Divisão de Apoio Socioeducativo do Departamento de Educação da Camara Municipal de Lisboa, tendo em junho de 2015 sido nomeada como Diretora do Departamento de Projetos Estruturantes da Direção Municipal de Urbanismo da mesma Câmara Municipal.

Foi Chefe de Gabinete da Secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa de 1 de dezembro de 2015 a 15 de outubro de 2018.

Secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media: Nuno Artur Silva

Nuno Artur Silva, de 57 anos, é o novo secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media.

O que têm em comum os programas Contra Informação, Herman Enciclopédia e Os Contemporâneos, além dos risos que despertam no público? A mão do novo secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, Nuno Artur Silva. O fundador das Produções Fictícias e do Canal Q chega agora ao Governo para ocupar uma nova pasta criada pelo Ministério da Cultura. Mas que caminho fez até chegar ao Governo?

LER MAIS

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior: João Sobrinho Teixeira

João Alberto Sobrinho Teixeira assumiu a pasta em 2018 e é agora reconduzido como Secretario de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

É natural de Mirandela, e é licenciado em Engenharia Química pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (1985) e doutorado na área de Mecânica de Fluidos pela mesma Universidade (1998).

Pertenceu aos quadros do Complexo Agroindustrial do Cachão, onde desempenhou funções de engenheiro de produção e, posteriormente, de direção do planeamento e controlo da produção.
É Professor Coordenador do Instituto Politécnico de Bragança desde 2001.De entre as várias publicações científicas apresentadas salienta-se a produção de um capítulo para a Encyclopedia of Fluid Mechanics da editora Gulf Publishers, EUA, sob o título "Axial Mixing in Gas-liquid Flow".

Foi Presidente do Instituto Politécnico de Bragança de 2006 a julho de 2018.De 2009 a 2013 assumiu, também, as funções de Presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP). De fevereiro de 2009 a outubro de 2018 é membro da Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES).

Em 2011 integrou a direção da European Network for Universities of Applied Sciences. De 2014 a julho de 2018 pertenceu à direção da AULP (Associação das Universidades de Língua Portuguesa).

Ministério da Educação

Secretário de Estado Adjunto e da Educação: João Costa

João Costa foi Secretario de Estado da Educação, e assume agora a pasta de Secretário de Estado Adjunto e da Educação .

Nasceu em 1972 em Lisboa, tendo residido e crescido em Setúbal. É Professor Catedrático de Linguística na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Doutorou-se em Linguística em 1998, na Universidade de Leiden, na Holanda, tendo sido investigador visitante do MIT. Licenciou-se em Linguística pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Foi Diretor da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa até novembro de 2015, e presidente do Conselho Científico das Ciências Sociais e Humanidades da Fundação para a Ciência e Tecnologia, até novembro de 2015.

Foi membro do Conselho Científico do Plano Nacional de Leitura, da Comissão Nacional do Instituto Internacional da Língua Portuguesa e do Conselho Consultivo do Instituto Camões, e presidente da Associação Portuguesa de Linguística.

Esteve como professor convidado em várias universidades no Brasil, Macau, Espanha, Holanda e Itália.

No âmbito da sua atividade de investigação, a sintaxe teórica, a aquisição e desenvolvimento da linguagem e a linguística educacional, é autor de inúmeros artigos, capítulos de livros e livros.

Secretária de Estado da Educação: Susana Amador

Susana Amador é a nova Secretária de Estado da Educação.

Nasceu em Alagoa, Portalegre, em 1967, e é Licenciada em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa, Pós-graduada em Estudos Europeus pela Universidade Católica, e Mestre em Ciências da Comunicação e do Direito pela Universidade Nova de Lisboa.

Deputada à Assembleia da República na X legislatura - 2005 e na XIII Legislatura 2015-2019 (Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do PS para as áreas da Educação, Igualdade, Descentralização e Poder Local).

Presidente da Assembleia Municipal de Odivelas (2001/2005).

Presidente da Câmara Municipal de Odivelas (2005/2015) e Vice-Presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (nas áreas das Educação, Políticas sociais, e da cooperação internacional (2013/2015).

Enquanto advogada, foi Consultora Jurídica das Nações Unidas (ACNUR- 1991/ 1993), jurista do Conselho Português para os Refugiados (1993/1995), e Coordenadora do Gabinete Jurídico do CPR e Assessora Jurídica da Bancada Parlamentar do PS na Assembleia da República.

É Técnica Superior do Instituto da Segurança Social, e autora de artigos de especialidade, nomeadamente nas áreas da Educação, Poder Local, Direitos Humanos e Refugiados e Justiça.

Secretário de Estado da Juventude e Desporto: João Paulo Rebelo

João Paulo Rebelo exerceu as funções de Secretário de Estado da Juventude e Desporto no XXI Governo Constitucional, e assume novamente a pasta no novo Governo.

Nasceu em Lourenço Marques, Moçambique, em 1974.

É gestor de empresas, bacharel pelo Instituto de Estudos Superiores Financeiros e licenciado em Gestão pelo Instituto Superior de Administração e Gestão.
Empresário, também exerceu funções de Subdiretor-Geral numa sociedade de reciclagem e de diretor comercial e de recursos humanos num grupo de empresas de Viseu.

Foi vogal e presidente da Direção da Movijovem, CIPRL entre 2006 e 2011, e colaborou no Programa de Formação Líderes Inovadores da Microsoft e participou no Programa Gerir, Formação e Consultoria em Gestão para Empresas, do IAPMEI.

Foi vereador eleito à Câmara Municipal de Viseu em 2013, sem pelouros atribuídos, e membro da Assembleia Municipal de Viseu entre 2001 e 2012.

Eleito deputado à Assembleia da República pelo Círculo Eleitoral de Viseu na XIII e XIV Legislatura, sendo membro efetivo da Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas.

Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social

Secretário de Estado Adjunto, do Trabalho e da Formação Profissional: Miguel Filipe Pardal Cabrita

Miguel Filipe Pardal Cabrita foi secretário de Estado do Emprego no XXI Governo Constitucional, e assume agora uma nova pasta.

Nasceu em Lisboa em 1976 e é sociólogo e docente universitário. Licenciado pelo ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, onde leciona desde 2001, na Escola de Sociologia e Políticas Públicas, em áreas como as Políticas Públicas, Políticas Sociais e Teorias Sociológicas Contemporâneas.

Tem participado ao longo dos anos em projetos e publicações em diferentes domínios tanto de investigação como de avaliação de políticas públicas relacionados com estas matérias, da coesão social às questões do mercado de trabalho, conciliação entre trabalho e vida familiar, igualdade entre homens e mulheres, ou emprego e natalidade.

Exerceu funções de Adjunto do Secretário de Estado do Emprego e Formação e depois do Ministro do Trabalho e Solidariedade, Paulo Pedroso (2000-2002), e foi Adjunto do Ministro do Trabalho e Solidariedade Social (2005-2009), José António Vieira da Silva.

Assumiu a coordenação da área do Emprego e Assuntos Sociais da Presidência Portuguesa da União Europeia que teve lugar no segundo semestre de 2007.
Presidente da Assembleia Municipal de Odivelas, eleito em 2013.

Secretário de Estado da Segurança Social: Gabriel Gameiro Rodrigues Bastos

Gabriel Bastos é o novo dono da Secretaria de Estado da Segurança Social.

Licenciado em Direito e pós-graduado em Ciências Jurídico-Administrativas pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Vice-Presidente do Conselho Diretivo do Instituto da Segurança Social, IP (ISS), desde 2016. É, desde essa data, Representante Português no Comité de Proteção Social da UE e Membro suplente do Conselho Económico e Social.

Foi Conselheiro Técnico na Delegação de Portugal junto da OCDE, entre 2007 e 2010. Prestou assessoria a diferentes gabinetes ministeriais no âmbito da Segurança Social e do Equipamento Social, tendo assumido as funções de Chefe do Gabinete do Ministro do Trabalho e da Solidariedade Social no XVII Governo Constitucional (2005-2007).

Entre 1998 e 2002 foi diretor do Núcleo de Ilícitos Criminais nos serviços centrais do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, IP e Diretor do Departamento de Identificação, Qualificação e Contribuições (2011-2012) do ISS.

Formador em diversas atividades promovidas pela OIT (Centro de Formação de Turim), no quadro da cooperação com os PALOP e Timor Leste. Pertence ao quadro da Direção Geral da Segurança Social.

Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência: Ana Sofia Antunes

Ana Sofia Antunes é reconduzida no cargo.

Nasceu em Lisboa em 1981, mas cresceu em Vale de Milhaços, Corroios. Atualmente vive em Vila Franca de Xira.

Licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Exerceu um ano de advocacia nas áreas do Direito administrativo, urbanístico e imobiliário, e foi aí que recebeu o convite para trabalhar na Câmara Municipal de Lisboa. Na autarquia assessorou o vereador da Mobilidade, tendo exercido funções de assessoria jurídica entre 2007 e 2013.

Em 2010 ficou igualmente responsável pelos trabalhos do Plano de Acessibilidade Pedonal de Lisboa e coordenou a respetiva Comissão de Acompanhamento. Três anos depois, transitou para a Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL), onde foi provedora do cliente.

Integrou a ACAPO, Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal, tendo ocupado o cargo de presidente da Direção Nacional da Associação entre 2013 e 2015.

Foi candidata a deputada pelo Partido Socialista às eleições legislativas de 2015 e 2019, eleita nesta última, pelo círculo de Lisboa. A nível autárquico é deputada municipal pelo PS no Concelho de Arganil, desde 2017.

Secretária de Estado da Ação Social: Rita da Cunha Mendes

Rita Mendes é um dos novos rostos do Governo. Nasceu em 1973 e é licenciada em Direito.

Foi Vice-presidente da Câmara Municipal de Aguiar da Beira e vereadora da Câmara Municipal de Aguiar da Beira.

Assumiu a diretoria da Segurança Social interina do Centro Distrital da Guarda, e foi ainda diretora adjunta do Centro Distrital da Guarda do Instituto da Segurança Social, I.P.

É Técnica Superior do Instituto da Segurança Social, I.P, e professora-adjunta, Escola Superior de Enfermagem, do Instituto Politécnico da Guarda.

Formação Profissional, nas áreas da Gestão e Contratação Pública, Contencioso Administrativo, Emprego Público, Procedimento e Processo Tributário, Contraordenações e Promoção dos Direitos e Proteção de Crianças e Jovens em Perigo. Foi ainda vogal da Secção de Municípios com Termas, da ANMP.

É presidente da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Aguiar da Beira.

Ministério da Saúde

Secretária de Estado Adjunta da Saúde: Jamila Madeira

Na Saúde tudo muda, à exceção da ministra. Jamila Madeira assume a Secretaria de Estado Adjunta da Saúde.

Nasceu em Alte (Loulé), em 1975, e é mestre em Finanças pelo INDEG/ISCTE. Licenciada em Economia no Instituto Superior de Economia e Gestão.

Pertence ao quadro da REN - Redes Energéticas Nacionais desde 1997, onde desempenhou funções como diretora para a Agenda Europeia de Energia. Na XIII Legislatura, foi vice-presidente do grupo parlamentar do PS com o pelouro da saúde. Foi ainda deputada na Assembleia da República nas VIII, IX e XI e XIII Legislaturas.

Foi deputada no Parlamento Europeu (2004-2009) onde assumiu responsabilidades nas áreas do emprego, assuntos sociais e desenvolvimento regional. Antes, de 2000 a 2004, foi Secretária Geral da Juventude Socialista.

É comissária política Nacional do Partido Socialista desde 1999, e foi deputada Municipal de Loulé (1997-2013).

Foi Membro da Comissão Política Nacional da recandidatura de Jorge Sampaio a Presidente da República (2001). Foi ainda membro do Senado da Universidade Técnica de Lisboa (1994/96), e pertenceu à Associação de Estudantes do Instituto Superior de Economia e Gestão- (1994/95).

Responsável pelo relatório sobre os aspetos de desenvolvimento regional do impacto do turismo nas regiões costeiras, e pelo parecer sobre a proposta de regulamento do Parlamento Europeu e do Conselho que instituiu o Fundo de Ajustamento à Globalização na Comissão do Desenvolvimento Regional.

Foi ainda responsável pelo parecer sobre a proposta de decisão do Parlamento Europeu e do Conselho que estabelece um programa Erasmus Mundus (2009-2013) na Comissão do Emprego e dos Assuntos Sociais.

Secretário de Estado da Saúde: António Lacerda Sales

António Lacerda Sales, nasceu em Leiria em 1962, e vai acompanhar pela primeira vez Marta temido.

Foi Deputado à Assembleia da República na XIII Legislatura. Integrou a Comissão de Assuntos Europeus, a Comissão de Saúde (Coordenador do Grupo Parlamentar), a Comissão de Defesa Nacional, a Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação, o grupo de Trabalho para o Acompanhamento da Problemática da Diabetes e ainda o grupo de Trabalho para o Acompanhamento das Doenças Oncológicas.

Foi Médico ortopedista no Hospital de S.to André do Centro Hospitalar de Leiria, EPE até ao início da XIII Legislatura, mantendo atividade na Clínica de S. Francisco em Leiria e em consultório pessoal.

É licenciado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e autor de publicações na área da medicina desportiva e do envelhecimento saudável e ativo.

Ministério do Ambiente e da Ação Climática

Secretário de Estado Adjunto e da Energia: João Saldanha de Azevedo Galamba

João Saldanha de Azevedo Galamba é reconduzido no cargo.

Nasceu em Lisboa em 1976, e é licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa. Concluiu a parte letiva do Doutoramento em Ciência Política na London School of Economics, tendo lecionado Filosofia Política no departamento de Government.

Trabalhou no Banco Santander de Negócios, na consultora DiamondCluster International, na Presidência portuguesa do Conselho da União Europeia e na Unidade de Missão para os Cuidados Continuados Integrados.

Chegou ao parlamento em 2009, sendo deputado na XI, XII e XIII Legislaturas. Foi coordenador dos deputados do Partido Socialista na Comissão de Orçamento e Finanças e Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do Partido Socialista.

Secretária de Estado do Ambiente: Inês dos Santos Costa

Inês Costa assume a Secretaria de Estado do Ambiente, depois de ter sido adjunta do Ministro do Ambiente na legislatura passada.

Nasceu em Lisboa em 1979 e licenciou-se em Engenharia do Ambiente pelo Instituto Superior Técnico em 2002, concluiu o Mestrado em Políticas de Engenharia e Gestão de Tecnologia e o Doutoramento em Engenharia do Ambiente, ambas no Instituto Superior Técnico, em 2005 e 2011 respetivamente.

Entre 2002 e 2010, desenvolveu trabalho de investigação no IN+ - Centro de Estudos em Inovação, Tecnologia e Políticas de Desenvolvimento, sobretudo nas áreas de sustentabilidade empresarial e ecologia industrial. Dentro dessas áreas, desenvolveu trabalho em políticas de ambiente, gestão de resíduos, eco parques e simbioses industriais. É autora e coautora de artigos científicos, livros e documentos técnicos na área da ecologia industrial.

Em 2006, foi investigadora convidada do Centro para a Ecologia Industrial da Universidade de Yale, nos Estados Unidos.

A partir de 2010, exerceu funções como consultora sénior da 3Drivers - Engenharia, Inovação e Ambiente, Lda., onde desenvolveu projetos de gestão sustentável de recursos em diversos setores, nomeadamente com entidades gestoras de fluxos específicos de resíduos, setor energético, câmaras municipais, entre outros, empresa de que, desde 2016, é sócia.

Foi adjunta do Ministro do Ambiente e do Ministro do Ambiente e Transição Energética para a área da economia circular, desde 2016 e 2018, respetivamente, no XXI Governo Constitucional.

Secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território: João Paulo Marçal Lopes Catarino

João Catarino foi secretário de Estado da Valorização do Interior no XXI Governo Constitucional, assumindo agora a pasta do Ordenamento do terrirório florestal.

Nasceu em Proença-a-Nova em 1969, e é licenciado em Engenharia Agronómica e bacharel em Engenharia de Produção Florestal.

Iniciou a sua carreira profissional em 1992, tendo coordenado o trabalho de Foto Interpretação para a Carta de Ocupação do Solo de Portugal Continental (trabalho elaborado para o Ex-Centro Nacional de Informação Geográfica - CNIG).

Em 1994 ingressou nos quadros da ex-Delegação Florestal da Beira Interior, tendo transitado para o atual Instituto de Conservação da Natureza, onde desempenhou funções de Engenheiro Técnico Florestal.

De 1999 a 2004 exerceu o cargo de Vereador em regime de permanência na Câmara Municipal de Proença-a-Nova, sendo responsável pelos pelouros da proteção civil, desenvolvimento agroflorestal, implementação do novo plano de contabilidade das autarquias locais, ambiente, obras particulares e a coordenação do gabinete técnico da Câmara Municipal.

De novembro de 2004 a março de 2005, foi responsável pela Divisão do Núcleo Florestal do Pinhal Interior Sul, que tutela em matéria florestal a área correspondente aos Concelhos de Proença-a-Nova, Sertã, Oleiros, Vila de Rei e Mação, no atual Instituto da Conservação da Natureza e Florestas.

Em 2005, foi Adjunto do Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural das Florestas do XVII Governo Constitucional, e foi ainda presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova de 2005 a 2016.

Em simultâneo com as funções de Presidente da Câmara Municipal, exerceu ainda os seguintes cargos: Presidente do Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa, Presidente do Conselho de Administração da ProençaTur, E. M., Presidente do Conselho de Administração do PEPA - Parque Empresarial de Proença-a-Nova, S. A., Presidente da Pinhal Maior - Associação de Desenvolvimento do Pinhal Interior Sul, Vice-presidente da Comunidade Intermunicipal do Pinhal Interior Sul, 1.º Vogal do Conselho de Administração da Raia Pinhal, Presidente do Conselho Diretivo da Associação Intermunicipal de Natureza e Tejo e Vogal do Conselho de Administração.

Entre março de 2016 e julho de 2017, foi o coordenador adjunto da Unidade de Missão para a Valorização do Interior, exercendo, desde 18 de julho de 2017 as funções de coordenador da Unidade de Missão.

Secretário de Estado da Mobilidade: Eduardo Nuno Rodrigues e Pinheiro

Eduardo Pinheiro assume pela primeira vez a pasta da mobilidade.

Nasceu em 1979, é pós-graduado em "Gestão de Entidades Públicas e Autárquicas pelo INDEG-IUL ISCTE Executive Education" e licenciado em Sociologia pela Universidade Nova de Lisboa.

Desde 2002 integrou diversas estruturas de gestão de fundos comunitários na área da formação e do emprego no âmbito do QCAIII e do QREN, sob a tutela dos Ministérios da Economia e da Segurança Social, exercendo funções técnicas e de direção.

A partir de outubro de 2013 ocupou o cargo de Vice-Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos até ao início de janeiro de 2017, momento em que assume a Presidência da Câmara, até ao final do mandato então em curso (2013-2017), e passa igualmente a acumular os cargos de Presidente do Conselho de Administração das empresas municipais Matosinhos Habit, E.M. e Matosinhos Sport, E.M.
Ainda em janeiro de 2017, assume a Presidência da Assembleia Geral da Casa da Arquitetura - Centro Português de Arquitetura.

Desde 2013, que integra a Assembleia Intermunicipal LIPOR - Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto

Entre janeiro de 2017 e maio de 2019, exerceu o cargo de Presidente da Assembleia Geral do Metro do Porto.

Em outubro de 2017 assume o cargo de Vice-Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, com responsabilidade nos pelouros do Planeamento e Ordenamento do Território; da Reabilitação Urbana; da Gestão e Fiscalização Urbanística e das Finanças e Património.

Em dezembro de 2018 foi eleito vice-presidente do Conselho de Administração da Agência de Energia do Porto (AdEPorto).

Ministério das Infraestruturas e da Habitação

Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações: Alberto Souto de Miranda

Alberto Afonso Souto de Miranda é Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações desde 18 de fevereiro de 2019, e continua na nova legislatura com a pasta.

Nasceu em 1958, e é natural de Aveiro. É licenciado em Direito (pré-Bolonha) pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra (Ciências Jurídico-Económicas), pós-graduado em Direito Europeu pela ULB - Universidade Livre de Bruxelas (1983) e conta com uma segunda pós-graduação em Ciências Jurídicas pela Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa (1985). É mestre em Ciências Jurídicas (Pré-Bolonha) - Direito Europeu, pela Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa (1993).

Integrou a direção dos assuntos jurídicos da Caixa Geral de Depósitos entre 1984 e 1991, e o Departamento jurídico do Banco Europeu de Investimento de 1991 a 1998.

Foi Presidente da Câmara Municipal de Aveiro entre 1998 e 2005, tendo ainda presidido ao consórcio "Aveiro-Cidade Digital" e à AMRIA - Associação de Municípios da Ria entre 1998 e 2001 e integrado o Conselho de Administração da "Aveiro Pólis, SA" entre 2001 e 2005. Foi vice-presidente da ANACOM - Autoridade Nacional das Comunicações entre 2006 e 2012.

Foi "Data Protection Officer" do Banco Europeu de Investimento entre 2012 e 2017 e vogal não executivo do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos.

Assumiu a presidência da Comissão de Governo da Caixa Geral de Depósitos, e foi membro da Comissão de Auditoria e Controlo Interno da Caixa Geral de Depósitos. Membro da Comissão de Nomeações, Avaliações e Remunerações da Caixa Geral de Depósitos, presidente do Conselho de Administração da Fundiestamo e administrador sem funções executivas da Fundação Eng. António Pascoal até fevereiro de 2019.

De 1983 a 2017 foi professor assistente na Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa, e professor convidado nos cursos de pós-graduação em Direito Europeu da Universidade Católica, nos cursos de Direito Europeu da Universidade Lusíada e no INA - Instituto Nacional de Administração.

Foi ainda referendário do Advogado-geral português no Tribunal de Justiça da União Europeia e do Juiz Português no Tribunal de Justiça da União Europeia.

Secretário de Estado das Infraestruturas: Jorge Delgado

Jorge Moreno Delgado é Secretário de Estado das Infraestruturas desde fevereiro de 2019, e será reconduzido no cargo.

Nasceu em 1967, e é natural de Viana do Castelo.

É licenciado em Engenharia Civil pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto em 1990, onde concluiu o mestrado em estruturas de Engenharia Civil em 1993. Doutorado em Engenharia Civil na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto desde 2002, tendo apresentado a tese "Avaliação de segurança de estruturas reticuladas com comportamento não linear material e geométrico".

Entre 1990 e 1995 desempenhou funções de projetista sénior na área das Estruturas e Geotecnia da empresa: NEWTON - Consultores de Engenharia, Lda. Nesse ano prestou provas públicas para aceder à categoria de professor adjunto da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) e integrou o quadro do pessoal docente desse Instituto, assumindo como Principais Áreas de Docência e Investigação a Análise Estrutural, a Engenharia Sísmica, as Estruturas de Betão Armado e as Estruturas Metálicas.

Desempenhou diversas funções no IPVC das quais se destacam a coordenação do curso e do mestrado em Engenharia Civil e do Ambiente. Foi membro do Conselho Pedagógico, Presidente da Assembleia de Representantes e Membro do Conselho Científico. Durante o biénio 2004/05 foi ainda Vice-presidente do Conselho Administrativo e Diretivo da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do IPVC.

É autor e co-autor de diversas publicações em revista e livros científicos e técnicos na área das estruturas de engenharia civil, com especial destaque para a área da segurança estrutural.

Entre 2008 e 2012 assumiu funções de vogal do Conselho de Administração da Metro do Porto SA, tendo como pelouro de responsabilidade os Projetos, as Infraestruturas e os Sistemas Técnicos.

Prestou consultadoria para o desenvolvimento de estudos e projetos na área da Mobilidade e dos Transportes, em especial na área dos metros ligeiros, entre 2012 e 2015.

Entre 2016 e 2017 assumiu funções de Presidente não executivo do Conselho de Administração da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto, S.A.

Iniciou em 2016 funções como Presidente não executivo do TIP- Transportes Intermodais do Porto e como Presidente Executivo do Metro do Porto SA., funções que desempenhou até fevereiro de 2019.

Secretário de Estado da Habitação: Ana Pinho

Ana Cláudia da Costa Pinho foi Secretária de Estado da Habitação no XXI Governo, e assume a mesma pasta no novo elenco governativo.

Nasceu em Oliveira de Azeméis, em 1974, e é licenciada em Arquitetura pela Escola Superior Artística do Porto em 2001. É doutorada em Planeamento Urbanístico na Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa.

Desenvolveu atividade de investigação no Laboratório Nacional de Engenharia Civil entre 2001 e 2012, nas áreas da reabilitação urbana, políticas territoriais e conservação do património.

Entre 2004 e 2006 foi Assistente Convidada do curso de Arquitetura da Universidade de Évora, desempenhando a mesma atividade entre 2005 e 2006 na Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa. Foi Professora Auxiliar do Mestrado Integrado de Arquitetura da Universidade Católica Portuguesa entre 2011 e 2015, tendo coordenado o mesmo nos anos de 2013 e 2014.

Em 2009 foi Comissária da Carta Estratégica da Lisboa para as áreas da demografia e habitação. Foi ainda coordenadora, entre 2012 e 2014, da iniciativa de voluntariado "Terra Amada", centrada na reabilitação e melhoria da qualidade de vida das populações em aldeias do interior de Portugal.

Desempenhou funções de consultadoria para a Câmara Municipal de Lisboa, entre 2012 e 2015, tendo sido membro da Equipa de Missão "Lisboa/Europa 2020". Entre 2015 e 2016 foi consultora da Câmara Municipal de Viseu para as áreas da reabilitação urbana, conservação do património e políticas territoriais. Foi consultora da Augusto Mateus e Associados, entre 2015 e 2017, para as áreas das políticas urbanas e territoriais e política de coesão.

Em fevereiro de 2017 assumiu funções como vogal do Conselho de Administração da Fundiestamo - Sociedade Gestora de Fundos de Investimento Imobiliário S.A..

Ministério da Coesão Territorial

Secretário de Estado Adjunto e do Desenvolvimento Regional: Carlos Soares Miguel

Carlos Soares Miguel foi Secretário de Estado das Autarquias Locais no XXI Governo, e assume agora a secretaria de estado do desenvolvimento regional.

Nasceu em Torres Vedras em 1957, onde reside e licenciou-se em Direito na Universidade de Lisboa, em 1982, na vertente jurídico-económicas, tendo exercido advocacia até 2001.

Foi presidente da Assembleia Municipal, vereador e presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, cargo que exerceu entre 2004 e 2015. Foi ainda presidente do Conselho de Administração dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento, vogal do conselho de administração da Águas do Oeste, SA, secretário da mesa de assembleia-geral da Valorsul, SA, e presidente da Comunidade Intermunicipal do Oeste.

Desempenhou as funções de membro suplente do Conselho Económico e Social e integrou o Grupo Consultivo para a Integração das Comunidades Ciganas (CONCIG), do Alto Comissariado para as Migrações.

Secretária de Estado da Valorização do Interior: Isabel Ferreira

Isabel Ferreira assume a Secretaria de Estado da Valorização do Interior, e susbstitui João Cravinho no cargo. Tem 45 anos, e reside em Bragança.

É Vice-presidente do Instituto Politécnico de Bragança e Diretora do Centro de Investigação de Montanha. Professora Coordenadora Principal, possui Agregação, Doutoramento e Mestrado na área da Química e Licenciatura em Bioquímica.

Coordena o Conselho Científico de Ciências Naturais e do Ambiente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT- Portugal) e integra o Conselho Consultivo da Fundação de Ciência - Flanders (FWO- Bélgica). Integra a Comissão de Peritos de acompanhamento dos Programas Quadro Europeus H2020 e Horizonte Europa.
É Editora-Chefe da Antioxidants (secção Natural and Artificial Antioxidants), Editora Associada da Food & Function e da topical collection Bioactive Compounds da revista Molecules, e integra o corpo editorial da Food and Chemical Toxicology, Industrial Crops and Products e Advances in Food and Nutrition Research.

Já editou 4 livros internacionais, 52 capítulos de livros e no decorrer da sua atividade de investigação já publicou mais de 600 artigos científicos e várias patentes, a maioria resultante de transferência de tecnologia para a indústria. É uma das investigadoras mais citadas mundialmente, tendo sido distinguida, consecutivamente nos últimos 6 anos na Essential Science Indicators, um dos mais prestigiados indicadores da qualidade de investigação.

Recebeu diversas distinções nomeadamente em 2001 o Prémio Gulbenkian de Estímulo à Investigação Científica, em 2011 o prémio Food I&DT, em 2013 o reconhecimento pela divulgação da ciência Portuguesa no Mundo e pela Agência Nacional Programa ao Longo da Vida pela coordenação do ERASMUS Intensive Program "Chemistry of Natural Products", em 2014 a distinção pela COTNH na modalidade de cooperação internacional, em 2016 pelo Ciência Viva- Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, no livro Mulheres na Ciência, em 2017 com a medalha de mérito do município de Bragança, e em 2018 com a publicação IACOBUS.

Da sua atividade científica, salienta-se ainda a coordenação de vários projetos de investigação nacionais e internacionais, destacando-se o projeto Mobilizador ValorNatural. Orienta vários trabalhos de pós-doutoramento, doutoramento e mestrado. É avaliadora de projetos de investigação da União Europeia e das Fundações de Ciência da Áustria, África do Sul, Chile, Croácia, Dinamarca, França, República Checa, Polónia, Suíça, Argentina e Portugal.

Ministério da Agricultura

Secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural: Nuno Tiago dos Santos Russo

Nuno Tiago Russo é um dos novos rostos do elenco governativo.

Nasceu em maio de 1976 em Santarém. Tem um MBA em Administração Pública, pelo Instituto Superior de Gestão e Administração de Santarém (2018), tem ainda um curso avançado de Gestão Pública (CAGEP) pelo Instituto Nacional de Administração.

Em 2008 obteve o grau de mestre em Zootecnia, pela Universidade de Évora, onde também se licenciou em Engenharia Zootécnica.

Entre 2017 e 2019, foi técnico superior do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas. Até 2017 foi coordenador da Bolsa Nacional de Terras, no Ministério da Agricultura e do Mar. Foi ainda Técnico Especialista do Gabinete do Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, no Ministério da Agricultura e do Mar (MAM), e no Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território.

Assumiu a direção regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo. Durante um ano, de 2009 a 2010, foi assessor do Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural. De 2001 a 2009, foi técnico Superior do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas.

Ministério do Mar

Secretário de Estado das Pescas: José Apolinário

José Apolinário foi Secretário de Estado das Pescas no XXI Governo Constitucional e será reconduzido no cargo.

Nasceu em 1962 e é licenciado em Direito.

Deputado na Assembleia da República, entre 1986 e 1993, 2002 e 2005, e em 2015, tendo integrado as comissões parlamentares de Economia, Inovação e Obras Publicas, de Agricultura e Mar e de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação.

Foi ainda deputado no Parlamento Europeu entre 1993 e 1998, membro efetivo da comissão de Pescas e suplente da comissão do Ambiente.

Presidente da Câmara Municipal de Faro entre 2005 e 2009, e Diretor-Geral das Pescas e Aquicultura e Gestor do Programa Operacional PROMAR entre 2010 e 2012. Foi Presidente Do Conselho de Administração da Docapesca - Portos e Lotas, SA, entre 2012 e 2015.

Entre 2013 e 2017 foi Presidente da Assembleia Municipal de Faro.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados