Estrada abateu no Alentejo

Primeiro corpo retirado da pedreira de Borba

Estão a decorrer operações de resgate "delicadas" na pedreira alentejana. Uma das vítimas mortais já foi resgatada, confirmou à TSF a Proteção Civil.

As autoridades retiraram esta tarde o primeiro corpo de uma das vítimas mortais da derrocada em Borba, confirmou a Proteção Civil à TSF no local.

Cerca de 60 operacionais, entre elementos da Proteção Civil, engenharia militar, especialistas em Geologia e Minas e técnicos de extração de mármore estão esta tarde empenhadas nas operações de resgate.

Esta é uma operação "delicada", morosa e complexa, explicou ao início da tarde comandante José Ribeiro, dos bombeiros de Évora.

"A situação é instável", assumiu o responsável, pelo que não está excluída a hipótese de ocorrerem mais derrocadas.

As autoridades estão a drenar a água do poço com motobombas de grande capacidade para tentar resgatar os corpos das vítimas e tentar identificar viaturas que caíram para o interior da pedreira depois do colapso da estrada.

Pelo menos duas pessoas morreram no deslizamento de terras que esta segunda-feira provocou o abatimento da antiga estrada nacional entre Borba e Vila Viçosa.

As autoridades desconhecem, para já, o número de pessoas desaparecidas, mas sabe-se que uma retroescavadora e duas viaturas foram arrastadas para o interior da pedreira com 50 metros de profundidade.

LER MAIS:

Marcelo Rebelo de Sousa visita pedreira de Borba

Três homens dados como desaparecidos podem estar entre as vítimas da derrocada

Ministério Público instaura inquérito para apurar circunstâncias de derrocada

Resgate na pedreira: um trabalho de paciência, com prioridade para a segurança

"Muitas estradas nacionais foram entregues às câmaras municipais em más condições"

"Uma experiência única." O relato de quem guiava visitas turísticas à pedreira fatal de Borba

Estrada "era uma ponte estreita com pedreiras dos dois lados"

Bastonário da Ordem dos Engenheiros diz que deslizamento de terra era previsível

Câmara de Borba dá apoio a familiares das pessoas desaparecidas

"Estou tranquilo". Autarca de Borba diz que estrada "era segura"

As imagens aéreas da "ponte estreita com pedreiras dos dois lados" em Borba

Jerónimo de Sousa quer apurar se houve monitorização de estrada e pedreira

"Prioridade é fazer resgate das vítimas e apoiar as famílias"

  COMENTÁRIOS