Há quimioterapia para lá do cancro

Texto de Cláudia Pinto Apesar de nunca ter tido um cancro, Lucas Costa já foi submetido a tratamentos de quimioterapia. Com seis anos, na sua curta história de vida conta também com dois transplantes de medula. “O meu filho fez um rastreio genético em pequeno e foi-lhe detetada uma doença rara autoimune”, conta Arlene Silva, a mãe, com 47 anos. A patologia chama-se granulomatosa crónica e não tem dado descanso à família, que vive há mais de ano e meio na Associação Acreditar, do Porto, para que Lucas possa estar perto do hospital onde é tratado, o Instituto Português de […]