Esgotou-se a última hipótese. Parlamento britânico chumba de novo o acordo do Brexit

Parlamento britânico votou nova versão do acordo de saída da União Europeia. Em janeiro, tinha chumbado uma primeira versão.

A Câmara dos Comuns chumbou, esta terça-feira, o novo acordo do Brexit, com 242 votos a favor e 391 contra. Uma diferença de 149 votos. Perante este chumbo, May quer agora saber, já esta quarta-feira, se os deputados aceitam um Brexit sem acordo.

Esta segunda-feira, o acordo tinha sido "melhorado", segundo a primeira-ministra britânica, Theresa May, com três novos documentos que oferecem "alterações legalmente vinculativas".

Para aprovar este acordo revisto, era necessário o "voto significativo" da Câmara dos Comuns, garantindo assim um Brexit ordenado. Com o Acordo chumbado pela segunda vez, o Governo deve agora dar aos deputados a opção de sair da UE sem um acordo ou de pedir aos líderes europeus um adiamento do Brexit para depois de 29 de março.

Antes da votação, a deputada Hannah Bardell, do Scottish National Party, antecipava uma "enorme derrota" para a primeira-ministra britânica com uma fotografia da ala do "não".

Esta segunda-feira, Juncker deixou o aviso: ​​​​​​​se o documento voltar a ser chumbado, não haverá uma terceira hipótese e que o mais certo é que o Reino Unido abandone a União Europeia sem qualquer acordo que salvaguarde os seus interesses.

"Na política, às vezes temos uma segunda oportunidade. É o que fazemos com essa segunda oportunidade que conta. Não haverá uma terceira", declarou Juncker.

LER MAIS:

- May quer saber se deputados aceitam Brexit sem acordo. Nova votação esta quarta-feira

- Mais uma machadada no acordo do Brexit, a poucas horas da votação

- Governo britânico conseguiu alterações legalmente vinculativas ao acordo do Brexit

- "Não haverá uma terceira oportunidade." Há mudanças no acordo do Brexit e é agora ou nunca

- Derrota pesada. Parlamento britânico chumba acordo do Brexit e moção de censura avança

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de