Stephen Hawking

Reino Unido lamenta a morte do cientista que recusou ser cavaleiro

Da Universidade a Downing Street vão chegando reações à morte do físico britânico Stephen Hawking.

No final dos anos 90, foi proposto a Stephen Hawking que fosse armado cavaleiro. O próprio físico contou anos mais tarde que recusou o título em protesto contra os cortes à Ciência no país. Ainda assim, foi condecorado como Comandante da Ordem do Império Britânico, que distingue cidadãos que se destacaram no Reino Unido.

Depois de conhecida a morte do físico britânico, uma das reações mais emotivas vem precisamente da Universidade de Cambridge, onde Stephen Hawking entrou pela primeira vez 1962, como estudante de Doutoramento.

O vice-reitor da instituição diz que Hawking era um indivíduo único que será lembrado com afeto não só em Cambridge mas em todo o mundo.

Stephen Toope realça ainda que a excecional contribuição de Hawking para o conhecimento científico e a popularização da Ciência e das matemáticas, será o seu legado eterno.

A primeira-ministra britânica também já reagiu dizendo que Stephen Hawking era uma mente brilhante e extraordinária e um dos mais geniais cientistas da sua geração.

Homenagem semelhante também do líder trabalhista. Jeremy Corbyn diz que Hawking inspirou o mundo com a sua determinação em explicar os mistérios do cosmos e que mostrou uma enorme coragem ao ultrapassar as adversidades da vida. Corbyn destaca ainda a paixão do cientista pelo serviço nacional de saúde britânico.

Também o astronauta britânico Tim Peake manifestou o seu pesar. Através da rede social social, Peake afirma que Hawking inspirou gerações para vejam além do planeta azul e expandam o nosso entendimento e compreensão do universo.

Por último, também Eddie Redmayne, que ganhou um Óscar pela sua interpretação da personagem de Stephen Hawking no filme "A Teoria de Tudo", disse em comunicado que "perdemos uma mente brilhante, um fantástico cientista e o homem mais engraçado que alguma vez conheceu".

VEJA TAMBÉM:
- Stephen Hawking, o cientista que desafiou o universo com humor
- "O cérebro ampliado ao máximo, num corpo reduzido ao mínimo", Carlos Fiolhais sobre Stephen Hawking
- "Hawking tornou o nosso mundo um lugar melhor"
- Stephen Hawking "é uma esperança enorme" para quem vive com a doença
- Aluno de Hawking recorda ser humano com uma capacidade de superação impensável