Notre-Dame

"O pior foi evitado." Macron lança a reconstrução de Notre-Dame

Presidente francês relembrou a importância do monumento para os franceses.

O presidente francês, Emmanuel Macron, falou aos franceses junto à catedral de Notre-Dame, esta segunda-feira afetada por um incêndio de grandes dimensões que levou à destruição do telhado, pináculo e nave central do monumento. Apesar do momento ser de tristeza, Macron quis deixar uma mensagem de esperança: "Vamos reconstruí-la juntos".

PUB

"O pior foi evitado, mas a batalha ainda não foi vencida na totalidade", disse Macron, referindo-se ao combate às chamas que ainda se adivinha longo. Os bombeiros franceses admitiram, por volta das 22h, que ainda precisariam de mais "três a quatro horas" para dominar as chamas na sua totalidade.

"Notre-Dame é parte da nossa história, da nossa literatura e do nosso imaginário. É o local de todos os nossos grandes acontecimentos, das nossas epidemias, das nossas guerras e libertações. É o epicentro das nossas vidas", relembrou Macron.

Macron reconheceu a "tristeza" do momento e o momento "tremendo" que os franceses vivem, mas anunciou que, já a partir desta terça-feira, começa uma campanha de angariação de fundos para a reconstrução de Notre-Dame.

"Tenhamos orgulho. Construímos esta catedral há mais de 800 anos. Construímo-la e, ao longo dos séculos, deixámo-la crescer e evoluir. Por isso, esta noite, digo solenemente: vamos reconstruí-la juntos", acrescentou.

LER MAIS:

- Aberta investigação por "destruição involuntária causada pelo fogo"

- Relíquias de Notre-Dame estão a salvo. Catedral "é espécie de Gioconda da Arquitetura"

- Centenas de pessoas juntam-se e cantam perto de Notre-Dame

- Macron cancela discurso à nação devido ao incêndio em Notre-Dame

- "Notre-Dame de Paris é Notre-Dame de toda a Europa". As reações ao incêndio

- As 16 estátuas que escaparam ao fogo em Notre-Dame por uma semana

- Notre-Dame: o momento em que o pináculo ruiu

- A história dos 855 anos da Catedral de Notre-Dame

- "Local de referência da fé católica em vias de arder." Bispos lamentam incêndio ​​​​​

- Trump sugeriu usar aviões em Notre-Dame. Autoridades explicaram que é má ideia

- Fogo atinge Igreja de São Sulpício em Paris

  COMENTÁRIOS