"Lamento que Rui Rio tenha tido medo de ouvir a voz dos militantes"

Luís Montenegro fala aos jornalistas depois de recebido por Marcelo Rebelo de Sousa.

"Lamento que Rui Rio não tenha tido a coragem de marcar eleições diretas e tenha tido medo de ouvir a voz dos militantes", disse Luís Montenegro aos jornalistas, depois da audiência pelo Presidente da República, em Belém.

Se for feita uma "clarificação agora", o PSD "ainda vai a tempo de inverter" a sua situação do partido e se apresentar como "partido de vocação maioritária" aos eleitores, nas próximas legislativas.

"Estou em crer que os militantes do PSD gostariam de ter tido a oportunidade de se pronunciarem sobre a estratégia política", acrescentou.

Questionado sobre porque decidiu desafiar o atual presidente do PSD, Luís Montenegro lembra que "passou um ano" e a "estratégia que foi sufragada e executada hoje tem um resultado, que na minha opinião e na de muitos militantes do PSD, é mau".

Recusando apresentar qualquer moção de censura ou confiança a Rui Rio, Montenegro diz que "o conselho Nacional não é a minha praia."

"Se algum órgão vier a decidir a realização de eleições diretas no PSD, eu sou candidato, obviamente", assegurou.

Luís Montenegro considera "um absurdo" achar que "na génese" do seu desafio à Rui Rio esteja a preocupação com listas. "Saí do Parlamento por minha iniciativa. Não estou preocupado com o meu lugar e também não estou preocupado com o lugar dos deputados que lá hoje estão a exercer funções".

"Haverá seguramente alguns apoiantes do meu lado que possam ter essa preocupação", admite, mas "há muitos, muitos mais do lado de Rui Rio, com preocupação de encher esses lugares", acrescentou.

Esta sexta-feira, Marcelo Rebelo de Sousa encontrou-se com Rui Rio, num hotel do Porto, depois de Luís Montenegro ter desafiado o presidente do PSD a disputar com ele a liderança do partido em eleições diretas.

"A minha resposta é não", respondeu Rui Rio ao ex-líder parlamentar, garantindo que vai apresentar uma moção de confiança numa reunião extraordinária do Conselho Nacional, já marcado para esta quinta-feira, às 17h30, no Porto.

LER MAIS:

"Não sabe ouvir e não suporta uma crítica". Os argumentos dos críticos de Rui Rio

Os órfãos de Santana e o desastre das diretas. David Justino não poupa críticas a Montenegro

PSD não vai a eleições: "A minha resposta é não". Rio apresenta moção de confiança

Rio é "um general sem tropas", dizem apoiantes de Montenegro

"Não interfiro nem vou interferir. A vida do PSD é com o PSD", diz Marcelo Rebelo de Sousa

"Luís Montenegro não quer salvar o PSD, quer salvar-se a ele próprio"

"Desafio o dr. Rui Rio a marcar eleições e a apresentar a sua candidatura"

"A sede de poder não vale tudo." Vice-presidente do PSD acusa Montenegro de "golpe de Estado"

De "ponta de lança" a "nadador-salvador" do Governo Passos. Chegou a hora de Montenegro?

Mais um. Miguel Morgado pondera avançar para a liderança do PSD

PSD precisa de "clareza". É melhor do que "mais um ano desta paz podre"

"É uma sede violenta de poder que vai destruir o PSD." Ângelo Correia ataca Montenegro

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de